• Advertise

28/04/2017


Seminário de Corretores de Imóveis: mercado imobiliário e história de Três Lagoas são temas do segundo dia

 

Corretores de imóveis reuniram-se nessa quinta-feira, dia 27, para o segundo dia de encontro no I Seminário da Região do Bolsão em Três Lagoas. Na pauta do dia, o mercado imobiliário local e a história do desenvolvimento da cidade foram os temas das palestras apresentadas.


Iniciando a programação, o superintendente regional da CAIXA, Evandro Narciso de Lima, falou sobre o mercado imobiliário de Três Lagoas, apontando resultados e projeções para o setor. “Nossas médias estão melhores que as médias de 2016. O cenário está bem melhor que no ano passado”, afirmou Evandro. Defendendo a retomada de crescimento do setor como fator preponderante para a superação da crise, o superintendente declarou que não há como o país se desenvolver sem um mercado imobiliário forte. Na ocasião, Evandro respondeu as dúvidas dos corretores de imóveis e prometeu discutir soluções com as gerências locais para proporcionar melhores condições de atendimento para a classe e seus clientes.


Em seguida, o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Dirceu Deguti Vieira Filho, apresentou a palestra “Três Lagoas: vocação para ser um pujante município”. Traçando um detalhado panorama desde a criação da cidade até o cenário atual, Dirceu falou sobre as três grandes fases de desenvolvimento do município. A primeira delas é a chegada da ferrovia Noroeste do Brasil, que conectou os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, trazendo desenvolvimento à região. A segunda é a construção da Hidrelétrica de Jupiá e a terceira grande fase ainda está em curso, que é a instalação das indústrias de celulose, acrescentando à cidade o título de “Capital Mundial da Celulose”.


“Esse é o grande momento da cidade de Três Lagoas”, defendeu. Dirceu descreveu ainda os principais desafios da cidade para seu desenvolvimento pleno, quais sejam, a drenagem, a mobilidade urbana e a sustentabilidade, meio ambiente e turismo. Segundo o secretário, projetos já estão em fase de elaboração e alguns até aguardando execução, que auxiliarão o município nas suas principais deficiências. Um deles é a conclusão do Hospital Universitário, o que deve fortalecer a área de serviços, provocando uma diversificação da matriz econômica.


Para Dirceu, o município tem grande potencial para um grande desenvolvimento do setor imobiliário, fomentando o setor. “A diversidade de sua matriz energética e de sua estrutura logística são fortes atrativos para a ampliação de novos empreendimentos econômicos”, disse. Dirceu acredita que conhecer o passado da cidade ajuda e dá motivação para alavancar grandes avanços rumo ao futuro. “Conhecer é preciso”, finalizou.


Seminário – O I Seminário da Região do Bolsão – Três Lagoas teve início na quarta-feira, dia 26, e prossegue até esta sexta-feira com a entrega de homenagens aos corretores de imóveis e sessão plenária. O evento é realizado pelo CRECI-MS, para reunir os profissionais e compartilhar experiências e conhecimento. O conselheiro do CRECI-MS, Antonio Alves de Souza, destacou a importância da presença do Conselho no município. “É de suma importância o relacionamento estreito entre os corretores de imóveis e o CRECI-MS, principalmente, porque estamos sendo beneficiados e agraciados com a presença constante do Conselho em Três Lagoas – um conselho que tem subsidiado a classe, oferecendo cursos e palestras de capacitação na área. Eu fico muito feliz em poder contribuir com tudo isso, como conselheiro e também como fundador da Associação dos Corretores de Imóveis, oportunidade em que recebi apoio do CRECI-MS, ajudando-nos a inclusive realizar campanhas sociais na cidade”, afirmou. 


280 - Evandro Lima, superintendente regional da CAIXA, abordou perspectivas do mercado imobiliário

332 - Dirceu Deguti, secretário municipal, fala sobre as potencialidades de Três Lagoas.

 


adv_banner

adv_banner

adv_banner